domingo, 18 de setembro de 2011

Araguari terá Oficina de Acessibilidade na II Semana da Mobilidade Sustentável

Nos dias 23 e 24 de setembro de 2011, em Araguari, acontecerá a Oficina de Acessibilidade - Vivências Simuladas. As inscrições estão abertas no site do Movimento Cidade Futura - www.cidadefutura.net.br No dia 23, sexta-feira, acontecerá a parte teórica, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Araguari, localizada  na AV. Tiradentes, n° 35. No sábado, 24/09,  será realizada a parte prática da Oficina com as pessoas simulando deficiências.

A atividade faz parte do Programa Cidade Educadora, desenvolvido pela Pró Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Uberlândia em parceria com o Movimento Cidade Futura.  A proposta é promover uma reflexão dos desafios e avanços da acessibilidade nos espaços públicos e coletivo na cidade de Araguari.

A oficina terá três momentos: na sexta-feira, dia 23/09, das 19 às 22 horas,   haverá uma exposição teórica.  No sábado (24/09), os participantes sairão irão  sair  em cadeiras de rodas e  outros equipamentos diversos, onde vivenciarão deficiências simuladas e situações de mobilidade reduzida para sentir "in loco" das dificuldades da acessibilidade no espaço público no centro de Araguari. No terceiro momento, haverá uma reflexão das experiências vividas através de relatos dos participantes.

A oficina abordará os conceitos e definições de mobilidade reduzida, barreiras na acessibilidade, rotas acessíveis, vivência, entre outros.  Os participantes utilizarão equipamentos usados por pessoas com deficiência, como cadeiras de rodas, muletas, andadores e ainda simulações de dificuldades encontradas por deficientes visuais e auditivos.

Andando pelas ruas, os participantes, além de sentirem as dificuldades de mobilidade, tomarão conhecimento de vários pontos que realmente são críticos para acessibilidade. " É impressionante como qualquer irregularidade do solo atrapalha e exige esforço de quem usa a cadeira ou tem mobilidade reduzida. A maioria das pessoas  não tem a noção da dificuldade que os deficientes enfrentam na cidade" destacou Vicente Gonçalves, presidente da ADEFA - Associação das Pessoas com Deficiência de Araguari, que está apoiando a realização da oficina.

Há inúmeras peças de legislação que garantem os princípios da Acessibilidade e o direito de acesso seguro a todo cidadão em todas as situações de vida. Entre elas podem ser destacadas as Leis nos. 10.048, de 8/11/2000, e 10.098, de 19/12/2000, e o Decreto-Lei no. 5296, de 2/12/2004, que as regulamenta.

Mais que todas as Leis, no entanto, é essencial uma postura consciente de todo cidadão, ao reconhecer que a acessibilidade não é uma necessidade individual mas coletiva, sujeitas que estão todas as pessoas ao envelhecimento, a acidentes e a doenças. Para os que já fazem da acessibilidade uma bandeira, é essencial continuar a mantê-la como um ideal de bem-estar e felicidade, reflexo de desenvolvimento e progresso social. Será esta a forma de construir, com mais rapidez, um mundo mais humano para todos.
Informações com Frank Barroso - Fones: (34)9971-1258 ou 9150-6183
via Movimento Cidade Futura
--
FarolComColetivo de Imprensa
rede web de informação e cultura